10 Dicas para usar DevOps com maestria

Conceito já bem conhecido da turma da TI, DevOps nada mais é do que um alinhamento entre os times responsáveis pelas etapas de desenvolvimento de um software. O objetivo é juntar a melhor parte da metodologia ágil com o que há de destaque no modelo de desenvolvimento ágil, entregando resultados mais rápidos e eficientes.

Através dos DevOps as empresas podem, finalmente, atualizar melhor seus programas e inovar na forma com que os clientes finais usufruem dos sistemas que desenvolvem. Algumas das empresas que utilizam DevOps no seu dia a dia são Google e Facebook – dois dos gigantes das comunicações –, provando que essa linha de raciocínio dá certo desde as menores até as maiores empresas.

Dicas para melhorar o uso de DevOps

Mas, se você chegou a esse texto, provavelmente já sabe que DevOps é uma alternativa bem popular de desenvolvimento de software – o que nos leva a, assim como a proposição de valor desse conceito, acelerar seu entendimento sobre suas melhores práticas.

Veja as 10 principais formas de trabalhar DevOps efetivos que grandes líderes da inovação tecnológica estão adotando em suas empresas.

1. DevOps na política corporativa

Por mais que a empresa precise ter uma gestão competente, é preciso que os diretores deixem a área de TI trabalhar com a maior independência possível para resultados interessantes.

É preciso que os times responsáveis pela informação tenham recursos, autonomia e liberdade para escolher os melhores fornecedores e desenvolver suas próprias metodologias de trabalho.

2. Análise do projeto em detalhes

Os DevOps também ajudam os envolvidos nos projetos a manter a perspectiva sobre o que está sendo feito, com qual velocidade e os níveis de qualidade envolvidos.

Quando alguém se perde em uma etapa do processo de desenvolvimento, é a documentação dos DevOps que aparece para reorganizar a TI e manter os times nos trilhos.

3. Segurança dos dados

Ainda que muitas partes da metodologia em questão visem automatizar o processo, a documentação garante que o time de operações tenha sempre a certeza de que todos os dados sobre ele estão seguros e acessíveis com muita facilidade.

4. Fail fast

O conceito de falhar rápido para aprender rápido está no cerne dos DevOps, que trabalha com feedbacks contínuos em cada etapa de desenvolvimento, design e gerenciamento do produto final.

Assim, algo que tenha dado errado pode ser corrigido antes que promova erros em outros times envolvidos e acabe virando uma grande bola de neve.

5. Implementação por equipes

Ainda que tenha envolvimento de alta tecnologia e automação, os trabalhos das equipes envolvidas não é subestimado quando falamos de metodologia DevOps. Ao contrário: os gerentes do projeto mantém os times trabalhando de forma eficiente para garantir que o resultado final não saia do escopo e nem desrespeite seu próprio prazo de conclusão.

6. Segurança desde o início

As equipes de segurança de informação devem estar envolvidas desde o início da implementação de DevOps, já que podem ser requisitadas a qualquer momento. Essa metodologia dá mais valor à prevenção do que à remediação, o que acaba sendo muito interessante para o orçamento do projeto como um todo.

7. DevOps gerando boas parcerias

Se você depende da terceirização de algumas partes do seu desenvolvimento, procure por fornecedores que possam te atender da forma mais plena possível. Trabalhar com DevOps demanda, necessariamente, uma boa relação entre empresas e fornecedores para que os feedbacks do trabalho sejam honestos.

8. Conformidade com o regulamento

Não há como fugir da conformidade regulamentar, ainda mais trabalhando com DevOps, principalmente no quesito “servidores”: como os desenvolvedores não vão ter acesso à raiz dos servidores de produção, é preciso que utilizem mecanismos similares para conseguir entregar os resultados.

9. Manutenção de muito trabalho nas equipes

Se você tem cloud backup, suas equipes de DevOps passarão cerca de 25 horas por semana monitorando seus arquivos na nuvem. Isso já é muito trabalho. Sempre que for possível, distribua as tarefas com parcimônia para que as equipes não enfrentem gargalos técnicos.

10. Informações compartilháveis

Se você está usando DevOps para objetivos bem específicos, a empresa toda deve estar sabendo disso. Comunique todo o time sobre esse modo de trabalho e compartilhe com eles as informações de progresso.

Não se esqueça de atualizar status e notificações de falhas para evitar retrabalho lá na frente. Isso pode ajudar seus colaboradores a fazer uma boa organização de entregas com foco na agilidade e na produtividade.

Tem mais alguma dúvida sobre como usar DevOps de maneira assertiva? Fale com a gente!

Compartilhe nas redes sociais:

Comente usando o seu Facebook: