Como identificar problemas de desempenho em hardware na sua empresa?

Uma das tarefas recorrentes das equipes de TI mundo afora é identificar problemas de desempenho em hardware, já que eles podem causar sérios danos ao patrimônio material e intelectual da empresa. Afinal, caso um hardware seja perdido com a maior parte dos dados necessários para o bom andamento dos negócios, o prejuízo pode ser inestimável.

E não se engane: mesmo que a tecnologia avance e traga novidades cada vez mais duradouras, não é raro encontrar problemas de desempenho em hardware. Eles acontecem de maneira mais comum por causa de uso inadequado (o famoso “problema” entre a cadeira e o computador, mais conhecido como “usuário”) ou por obsolescência.

Embora muitas empresas não gostem de admitir, praticam a obsolescência programada em seus produtos, para forçar o consumidor a trocá-lo por outro item da linha “de última geração” e, assim, evitar problemas de desempenho em hardware.

Portanto, a atenção aos detalhes para saber se, de fato, algo está acontecendo com o maquinário da sua empresa é essencial para evitar prejuízos em grandes proporções e, principalmente, te ajudar a fazer economia na sua próxima compra de aparatos tecnológicos.

Principais problemas de desempenho em hardware

Muitos acreditam que o principal “sintoma” da maioria dos problemas de desempenho em hardware é a lentidão dos sistemas. Isso não vem a ser incorreto, mas esse não é o único – e nem o mais importante – sinal de que algo está errado.

Além dele, as falhas na memória RAM e o uso abaixo do potencial da placa de vídeo são problemas de desempenho em hardware bem comuns, nem sempre sentidos com tanta clareza quanto a lentidão para abrir e fechar programas. E tanto a memória quanto a placa de vídeo são itens caros, que não podem ficar em segundo plano na hora de realizar um diagnóstico do aparelho.

Contudo, identificar quaisquer problemas de desempenho em hardware é apenas o primeiro passo para corrigi-los e ter um computador potente de novo. E, a partir dos sinais, é preciso fazer todo o possível para tirar os obstáculos do caminho, uma vez que a médio e longo prazo eles podem danificar o hardware completamente.

Para uma empresa, essa perda representa prejuízo não só de equipamento, que deverá ser descartado, mas principalmente de informação. Se não houver backup de dados, muito provavelmente não haverá nada a se analisar quando os problemas de desempenho em hardware destruírem as máquinas.

Como resolver os problemas de desempenho de hardware?

Antes de qualquer coisa, para identificar os problemas de desempenho de hardware não basta, somente, concluir que o computador está lento e precisa de uma formatação. Profissionais de TI sabem que esse diagnóstico é muito mais completo – e apresenta inúmeras soluções que podem ser aplicadas.

Alguns programas, como CPU-Z, PC Wizard e Everest são fáceis de usar e ajudam o usuário a reconhecer e reportar a verdadeira raiz dos problemas de desempenho de hardware que encontra. Portanto, não é preciso procurá-los “a olho nu”: dá pra ter uma boa ideia do que causa o rastro de destruição na máquina a partir de softwares inteligentes e completos.

É por isso que, mesmo quando a causa dos problemas de desempenho de hardware ficam conhecidas pela empresa, de nada vai adiantar saber delas se não houver uma boa equipe de TI para colocar as coisas nos eixos.

Se sua empresa não tem essa equipe – e nem condições financeiras de começar uma agora –, não se preocupe: nós, da Sinestec, estamos aqui para te oferecer todo o suporte necessário para esse tipo de situação.

O que não pode, de jeito nenhum, é deixar sua empresa frágil e incapacitada de promover toda a segurança dos dados de que necessita por causa de problemas de desempenho em hardware.

Aliás, esse prognóstico pode ser uma boa desculpa para que a organização comece, o quanto antes, a utilizar a nuvem e todos os seus benefícios…

Compartilhe nas redes sociais:

Comente usando o seu Facebook: