Perguntas feitas durante um recrutamento de TI

Encontrar um profissional de TI para trabalhar em uma empresa pode ser um grande desafio para os empregadores, principalmente se o core business da companhia em questão não for prover serviços ou produtos relacionados à tecnologia da informação.

Isso ocorre porque, muitas vezes, as pessoas encarregadas de empregar mais colaboradores não têm conhecimento técnico necessário para encontrar a pessoa certa para o time, o que as leva a terceirizar os serviços de recrutadores que possam montar o perfil ideal de funcionário para a empresa.

No caso específico de TI, é interessante a quem recruta se atentar não só às capacidades técnicas já adquiridas pelos candidatos, mas também à sua vontade de aprender e ao poder de criar boas conexões, trabalhar em equipe e, quando preciso, prestar um suporte assertivo e educado ao cliente.

Para avaliar satisfatoriamente os candidatos durante uma entrevista de TI, os recrutadores vão prestar atenção, também, à forma com que o candidato fala e se comporta, e certamente perguntarão quais são seus planos futuros, de vida e dentro da empresa para a qual está tentando se qualificar.

Se você é um candidato à vaga de TI no mercado de trabalho, veja quais tipos de perguntas pode ter de responder nas suas próximas entrevistas de recrutamento:

#1 Quais são suas habilidades técnicas?

Essa pergunta é a primeira a nortear se você é a pessoa que a empresa busca, visto que na descrição da vaga provavelmente consta o tipo de ferramentas, softwares ou hardwares com o qual você vai lidar no dia a dia.

Para aumentar suas chances no mercado, estude bastante as áreas mais requisitadas atualmente (como cloud computing, por exemplo) e tente comprovar experiências anteriores que você tenha dentro das habilidades que quer destacar.

#2 Quanto você quer ganhar?

A pretensão salarial é uma coisa que faz a maioria dos entrevistados se sentir desconfortável, mas não se esqueça que a empresa é um lugar de negócios, e você tem todo o direito de definir o seu preço.

Como fazer isso? Pesquise com colegas o que o mercado para a vaga específica está pagando e adicione a esse valor todas as experiências que te fazem ser um profissional único, como a expertise ou a experiência em trabalhos-chave da sua função.

A empresa provavelmente tentará negociar em cima disso, então reter algumas técnicas de negociação também é uma boa – e pode mostrar ainda mais suas habilidades pessoais.

#3 Quais são seus diferenciais acadêmicos?

Qual sua formação universitária? Tem pós, mestrado ou doutorado? Algum projeto acadêmico tomou vida? Quais livros você lê atualmente?

Embora o mundo esteja se transformando em um lugar onde o diploma não quer dizer muita coisa, são essas perguntas que vão mostrar se você é uma pessoa que se atualiza com frequência ou se decidiu parar no tempo com aquilo que já sabe. Uma atitude que vai contra a própria área, já que a TI está em constante aprimoramento e mutação.

#4 Quais são suas experiências em TI?

Aqui, até os estágios contam, principalmente se você tiver se destacado bastante em alguma empresa. Mostrar que você entende do riscado é uma forma de se diferenciar dos demais candidatos e, nesse caso, demonstrar com dados sua expertise vale mais do que apenas falar o que você sabe fazer.

Não se esqueça de colocar, no currículo e na entrevista, as suas experiências com ferramentas e linguagens bem específicas, pois quanto mais você for especialista em algo, mais pode ser considerado para uma vaga se esse algo significa muito para a empresa.

#5 Qual é seu alcance estratégico?

Você é bom em trabalhar com times? Já teve experiência com liderança? É capaz de dizer onde as tendências de TI de hoje podem impactar a empresa contratante no futuro? Tudo isso vai fazer enorme diferença na hora de se mostrar a escolha certa para seus futuros empregadores.

A última pergunta, inclusive, requer que você possa estudar um pouco mais do negócio da empresa e até dar sugestões de melhoria em TI durante o recrutamento, desde que consiga fazer isso sem parecer arrogante ou prepotente. Assim, mesmo que não consiga a vaga agora, com certeza deixará uma marca e será lembrando em testes futuros.

Compartilhe nas redes sociais:

Comente usando o seu Facebook: